Pintura

Ironicamente, Vilhena começou por ser pintor de arte sacra, mas não por vocação. Aliás, hoje desconsidera esse trabalho: "fiz uns painéis para uma igreja de Pinhel e pouco mais. Foi uma coisa esporádica, que não teve continuidade. Nem por graça.". A sua pintura a óleo mantém-se relativamente desconhecida. Uma exposição em 1996 mostrou alguns dos seus quadros sobre o período do 25 de Abril. No entanto, as temáticas e o estilo dos quadros são bastante similares ao dos seus desenhos: mulheres e temáticas mais ou menos políticas. Aliás Vilhena orgulha-se de "nunca ter pintado uma árvore", apesar de ter pintado milhares de quadros.

[ CITI ]