A vida de Álvaro Cunhal confunde-se com a sua actividade política.

Existem, no entanto, outras facetas da sua personalidade. A literatura e a estética são duas áreas sobre as quais se debruçou. Dentro da estética, começou por se distinguir como artista plástico e mais recentemente como ensaísta.

Os seus ideais políticos são uma presença constante nas obras que produziu em qualquer um destes domínios.

Iconografia

Bibliografia Consultada

Nota Prévia: A obra de Álvaro Cunhal é aqui analisada na sua vertente estética. A sua faceta política será abordada e integrada oportunamente.

[ CITI ]