Portugal Futurista

Revista que contou apenas com a saída de um número, em Novembro de 1917, e muito rara por ter sido apreendida pela polícia.

Contém o essencial do nosso Futurismo, sendo constituida por textos produzidos cinco meses antes num espectáculo no Teatro República, de autores representantes da "Geração de Orpheu", e ainda Appolinaire, Raúl Leal e um dos heterónimos de Pessoa - Álvaro de Campos. A obra "Saltimbancos", de Almada, está presente neste único número de "Portugal Futurista".

[ CITI ]