Saltimbancos

Tem como subtítulo "Contrastes Simultâneos" e é a obra mais especificamente interseccionista de Almada, incluida no único número de "Portugal Futurista".

Trata-se de um monólogo interior de uma personagem adolescente - Zora, que vai encadeando, continuamente e obsessivamente, imagens visuais dominadas por soldados em exercício na parada do quartel, garanhões militares em acto de cobrição de éguas, paisagem rural e paisagem de circo (in História Ilustrada das Grandes Literaturas- Literatura Portuguesa VIII, 1ª edição, 2º Volume,Lisboa, Editorial Estúdios Cor, 1973, p. 621).

[ CITI ]