Teatro

Apenas uma parte desta faceta artística de Almada se encontra impressa e mesmo essa está muito dispersa e inacessível. Textos dramáticos que se encontram inéditos são "O Moinho" (tragédia em 1 acto), de 1912; "23, 2º Andar" (drama em 3 actos), também de 1912; "Os Outros", de 1923 e "Portugal", de 1924."O Público em Cena" (1 acto), de 1932, saiu traduzido em inglês na revista "Encore" (1946) por Charles David Ley. De"S.O.S", de 1929, conhece-se apenas o 2º acto, publicado na "Sudoeste 2".

Completas só se encontram "Antes de Começar "(1919), editado por Luiz Francisco Rebello,"Pierrot e Arlequim"(1931) e "Deseja-se Mulher" (1928). Esta última com lugar nos três primeiros números da revista "Tempo Presente", de 1959.

[ CITI ]