Ensino

Podemos dizer que o Ensino representa para João Vieira uma vertente natural, um prolongamento de todas as suas acções. Trata-se de uma herança paterna, existindo uma preocupação didáctica na sua pintura, com os alfabetos-ideogramas a mostrarem o caminho proposto para a leitura de cada quadro. Com as acções-espectáculo a intenção torna-se mais evidente, assumindo o Artista as funções hieráticas de Mestre de Cerimónia perante o seu público. A cenografia do conjunto transpõe para a tridimensionalidade o espaço plano da tela e impõe à obra exposta outros ângulos de leitura.

João Vieira foi professor de pintura na Escola de Artes Decorativas António Arroios de 1962 a 1964. Em 1965 ensina no Maidstone College of Art durante um ano. Em 1971/72 lecciona no IADE. Ensina cenografia no Conservatório Nacional em 1978/79. Em 1980 inicia a actividade de professor de pintura nos cursos de Formação Artística da Sociedade Nacional de Belas Artes de Lisboa.

[ CITI ]