Conhecido cronista português, Fernão Lopes deu-nos a conhecer uma nova concepção da História, marcada sobretudo pela imparcialidade que se esforça por manter.

As suas crónicas transbordam de visualidade, realismo descritivo e dramatização, que a par de uma simplicidade linguística a todos atrai. Embora a sua obra não seja extensa a Crónica de D. João I é considerada uma obra-prima.

Abolindo a barreira do tempo, faz ressurgir o passado, permitindo aos leitores viver com ele acontecimentos que alteraram profundamente a sociedade portuguesa. Um "homem de comunal ciência", Fernão Lopes foi apelidado de "pai" da História Portuguesa. E, de facto, este cronista/historiador teve uma importância fulcral para a História e Cultura de Portugal.

Fernão Lopes estará representado, segundo a tese de José Hermano Saraiva, no Políptico de S. Vicente de Fora, também denominado como Painéis de Nuno Gonçalves, na figura do letrado.

Época

Bibliografia consultada

Autoria: Vanessa Pinto Pereira

1380/90-1460

[ CITI ]