O Marinheiro

Gago Coutinho iniciou a sua vida de marinheiro a bordo de embarcações à vela (tipo de barcos utilizados na Armada Nacional), experiência que lhe proporcionou a apologia e interpretação dos Descobrimentos Portugueses.

Aos 17 anos de idade, alistou-se como aspirante de marinha e, tendo concluído os cursos do liceu, da Escola Politécnica e da Escola Naval, embarca para Moçambique em 1888. Fez diversas estações navais em Angola e Moçambique, em navios com velas e navios-escola.

A sua folha de promoções nos postos da armada demonstra claramente a sua ascensão:

26/10/1895 - primeiro-tenente

07/02/1907 - capitão-tenente

09/12/1918 - capitão de mar e guerra

30/03/1922 - contra-almirante (com distinção)

17/08/1932 - vice-almirante

22/04/1958 - Almirante (por resolução da Assembleia Nacional)

Das suas diversas viagens ficaram célebres:

1893 - Mindelo (Luanda - Rio de Janeiro), cujo comandante era o grande almirante Augusto de Castilho

1896 - Pero de Alenquer (Lisboa – Lourenço Marques), seguindo na medida do possível a histórica rota de Vasco da Gama, na sua viagem rumo à Índia, travessia que tão grandes ensinamentos lhe veio a fornecer para os seus estudos sobre "Náutica dos Descobrimentos".

Além de extensas e demoradas viagens em navios de motor, em navios mistos, ou navegando exclusivamente à vela, o almirante percorreu o mar, ao serviço da arma, abrangendo o Atlântico Sul, de costa a costa, bem como o Índico Ocidental.

Já com 75 anos fez, a bordo da barca portuguesa Foz do Douro, uma nova travessia à vela, Santos – Leixões, durante a qual navegou 105 dias, utilizando o histórico astrolábio, como os antigos mareantes portugueses, confirmando, assim, as suas opiniões sobre as rotas por estes seguidas.

Calcula-se, por conseguinte, que durante toda a sua vida, o almirante teria navegado 30837 milhas o que, por certo, constitui recorde para todos os oficiais do seu tempo. A sua missão, a bordo dos barcos em que prestou serviço, foi, quase exclusivamente, de "oficial encarregado da navegação", daqui vindo a resultar o conhecimento que manteve com o clássico sextante.

[ CITI ]