David Mourão-Ferreira

"Escritor português. Em 1951 licenciou-se em Filologia Românica na Faculdade de Letras de Lisboa. Professor (1957) de escola universitária onde se formou, foi director do jornal A Capital (1974-1975) e secretário de Estado da cultura (1976-1978; 1979). Em 1984 assumiu a direcção da revista Colóquio/Letras. Como escritor, estreou-se com as peças Isolda 1948 e Contrabando 1950. A secreta viagem 1950 deu início a uma fecunda actividade poética parcialmente contida em antologia: Obra Poética 1980, em dois volumes, tendo surgido posteriormente Entre a Sombra e o Corpo 1980 e Os Ramos os Remos 1985. Da sua obra ensaística salientam-se, entre outros, Vinte poetas Contemporâneos 1960, Motim Literário 1962, Hospital das Letras 1966, Discurso Directo 1969, Tópicos de Crítica e de História Literária 1969, Sobre Viventes 1976 e lâmpadas no Escuro 1979. Com a novela Gaivotas em Terra 1959 conquistou o Prémio Ricardo Malheiros.

Outras obras de ficção: Os Amantes e Outros Contos 1968, As Quatro estações 1980 e Um amor Feliz 1986 (romance).

Lexicoteca - "Moderna Enciclopédia Universal", Lisboa, Círculo de Leitores, Tomo XIII, Fevereiro, 1987

[ CITI ]