Geração da "Pedra Filosofal"

"Eles não sabem que o sonho

é uma constante da vida."

Foram estas palavras que depois de apresentadas pela primeira vez em 1969 no programa de televisão "Zip-Zip", pela voz de Manuel Freire marcaram uma geração que, reprimida por uma ditadura fascista e atormentada por uma guerra colonial sem fim à vista, se encontrava ávida de liberdade em que o sonho se afirmava como o único caminho. Desde então, o poema "Pedra Filosofal" tornou-se uma bandeira de luta e de crítica, fazendo crer que o sonho comanda a vida. Toda a simbologia deste poema numa fase tão conturbada da história recente contribuiu ainda mais para adensar a aura que o transformou num grito de revolta e sofrimento mas ao mesmo tempo de afirmação e esperança.

A.M. Nunes dos Santos

Carlos Fiolhais

Diana Andringa

João Caraça

João Sá da Costa

José Mariano Gago

José Nisa

Manuel Freire

Marcelo Rebelo de Sousa

Marques da Costa

Rui Namorado Rosa

[ CITI ]