Metafísica

Antero vê a Ideia como o absoluto que tende alcançar a consciência plena, até porque "a Ideia, o Sumo Bem, o Verbo, a Essência, / Só se revelam aos homens e às nações/ No céu incorruptível da consciência" (Op. cit.: 201). Deste modo, Antero reencontra novamente o equilíbrio, a força moral e o optimismo que o levam à Redenção: "Acordereis um dia na consciência,/ E pairando já puro pensamento,/ Vereis as Formas, filhas da Ilusão,/ Cair desfeitas, como um sonho vão/ E acabará por fim o vosso tormento" (Op. cit.: 209).

[ CITI ]