Desejo de evasão

O escritor procura abstrair-se da desilusão no sonho, no seio da boa mãe: "Mãe que adormente este viver dorido/ E me vele esta noite de tal frio,/ E com as mãos piedosas ate o fio/ Do meu pobre existir meio partido" (Op.cit: 113). Procura, igualmente, alcançar o refúgio em Deus, que no entanto já não é objecto de devoção e de crença por parte do poeta açoriano: "Só me falta saber se Deus existe" (Op. cit).

[ CITI ]