Ensaio sobre as tendências gerais da filosofia na última metade do século XIX

Nesta produção, Antero manifesta uma posição critica em relação às explicações mecanicistas da ciência, que apenas veiculam um conhecimento superficial e imperfeito dos seres.

Para Antero, só se alcançam os verdadeiros motivos através de um conhecimento intuitivo, espontâneo, que constituem o âmago do espírito e que têm como essência o bem, dando-se o processo evolutivo pelo progressivo aperfeiçoamento da vida moral, condição para a existência da liberdade, o fim último do universo.

Sendo assim, a progressiva santidade, não está deste modo assente em meras atitudes contemplativas e inconscientes, mas no incremento de acções práticas que não sejam egoístas, conduzindo progressivamente à perfeição.

[ CITI ]