Nuno Plácido Castelo Branco

Nuno Plácido Castelo Branco é o filho mais novo de Camilo e Ana Plácido, nascido na quinta de São Miguel de Ceide a 15 de Setembro de 1864. Durante toda a vida Nuno foi um estróina, viciado no jogo, sempre acompanhado de rufiões e prostitutas. Tinha poucos estudos e nenhuma vontade de trabalhar, por isso, o pai casou-o com uma herdeira rica, órfã de pais. De seu nome Maria Isabel da Costa Macedo, estava noiva de um primo e recebia cartas que Camilo rascunhava e Nuno limitava-se a copiar. Seduzida pelas palavras «do apaixonado», deixa-se raptar na noite de 4 de Maio de 1881. Casam-se a 2 de Julho desse mesmo ano, mas o casamento desfaz-se devido à leviandade de Nuno. Do relacionamento nasceu uma filha, que morreu catorze dias depois da mãe, a 13 de Setembro de 1884. No intuito de receber a herança da mulher, Nuno desloca-se ao Brasil, continuando com a vida leviana ao regressar a Portugal. Neste país, enamora-se de D.Ana Correia, que lhe deixa numerosa descendência. Em 1887, Nuno pretende uma nobilitação, que o pai lhe concede, tornando-o barão de S.Miguel de Ceide. O título serviu ao leviano rapaz, só que, pouco tempo depois, este considerava-o ridículo e pretendia o de visconde. O título foi-lhe outorgado e, mesmo assim, Nuno continuou com as suas libertinagens e desregramentos, agora viscondizado.

[ CITI ]