Jornalismo

No jornalismo Mia Couto foi repórter e director. O jornalismo moçambicano atravessava nessa época uma crise com alguma profundidade, na medida em que se verificava um desencontro entre as tradicionais formas de comunicação e o «protótipo» de informação convencional. Havia uma espécie de fosso que opunha a realidade ao país noticiado.

Alguns jornalistas começaram a perguntar-se se o seu trabalho seria deveras eficaz. Todavia, não punham em causa os alicerces da comunicação social adoptados, mas sim a lógica político-partidária que se encontrava subjacente ao jornalismo então praticado.

Porém, pode-se dizer que Mia Couto criou entre os jornalistas da sua época um estilo muito próprio, anunciando, a «ruptura» que se viria a dar quando decidiu dedicar-se à literatura.

[ CITI ]