Política

Em Lisboa esteve ligado à Casa dos Estudantes do Império depois, autor decide seguir o percurso habitual dos que de Portugal saiam para a guerrilha. A rota da opção dos Militantes do MPLA que viviam em Portugal: Lisboa, Paris, Argel. Pepetela tornou-se militante do MPLA em 1963 e foi no percorrer esta rota que se formou em sociologia, em Argel. Em Argel integrou o Centro de Estudos Africanos. O percurso de armas levou o guerrilheiro - escritor a Cabinda onde ficou até 72 e à Frente Leste - Moxico - até ao regresso a Angola em 1974. Na frente Leste foi durante muito tempo responsável pela Educação, aliás o livro As Aventuras de Ngunga foi escrito nessa altura com a intenção de ser usado no ensino. Já em Angola, depois da Independência, integra os quadros do MPLA, é enviado primeiro para Benguela, em 1975, como director do Departamento de Orientação Política do MPLA mas perante a situação de guerra assume as funções militares como Comandante. Durante a invasão sul africana faz o recuo de Benguela, nessa altura doente com uma hepatite grave, e regressa a Luanda por altura da independência do país em Novembro. Recuperado da doença deixa as Forças Armadas Angolanas e vai para o Lubango dar aulas. Regressa a Luanda em Outubro de 1976 quando Pepetela é nomeado Vice Ministro da Educação, cargo que exerceu até 1982.