Saramago confessa...

"Não sei porquê, este tipo de livro é um pouco mítico. Só a ideia do papel bíblia... Então pensar que os meus livros, tudo quanto está publicado se encontra ali, é uma coisa que afaga um bocado o ego, não é? Ninguém pode censurar-me se eu disser que isto me deixa contente!"

MOUTINHO, Viale, "Obra de Saramago chega ao cinema" in Diário de Notícias, Lisboa, 24 de Abril de 1991, pág. 24.

[ CITI ]