José Mário Branco

Músico, compositor e cantor, nasceu no Porto em 1942. Estudou História na faculdade de Letras de Coimbra, e aos 21 anos vai para o exílio em França, que durará até ao 25 de Abril.

Em Paris, desenvolve intensa actividade em grupos culturais, participando em vários espectáculos para emigrantes portugueses. Lança o seu primeiro trabalho em 1967, com um EP intitulado "Seis cantigas de Amigo".

Excerto da música Venham mais Cinco - formato Windows Media

É também na capital francesa que o cantor trabalha com José Afonso, fazendo os arranjos e a direcção musical do disco "Cantigas do Maio", de 1971. "Foi a experiência mais conseguida que tive com o José Afonso. Tenho uma grande admiração pelo seu génio e foi com ele que realmente formei o melhor de mim como arranjador e director musical". O ano de 1971 seria decisivo para a carreira do próprio José Mário Branco, pois é o ano de "Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades", o disco com que se tornou conhecido e que representa uma viragem no panorama da música portuguesa.

José Mário Branco viria a trabalhar mais vezes com José Afonso, nomeadamente em "Venham mais cinco" (1973).

Depois da revolução, o cantor volta para Portugal. É fundador do GAC (Grupo de Acção Cultural) e percorre o país fazendo espectáculos e participando em dinamizações culturais. Faz música para teatro e para filmes e colabora em diversas iniciativas.

[ CITI ]