São Tomé e Princípe

A situação de S. Tomé e Príncipe começa a conhecer desenvolvimentos no dia 29 de Junho de 1974, quando é nomeado um novo governador Pires Veloso, que assume o cargo pouco depois.

O MLSTP (Movimento para a Libertação de S. Tomé e Príncipe) era reconhecido como o único representante legítimo do seu povo e nunca enveredou pela luta armada.

As conversações para a independência desta pequena colónia não se caracterizaram por qualquer tipo de dificuldade e concluíram-se a 26 de Novembro de 1974, através da assinatura de um documento, em Argel com o MLSTP. Aí estabeleceu-se a formação de um Governo de transição e nomeação de um Alto-Comissário.

[ CITI ]