Sidónio Pais

(1872-1918)

Matemático, militar e estadista, Sidónio Bernardino Cardoso da Silva Pais nasceu em Coimbra a 1 de Maio de 1872. Concluiu o curso de Artilharia da Escola do Exército e doutorou-se em Matemática pela Universidade de Coimbra. Republicano activo foi ministro do Fomento no Governo de João de Chagas (1911), donde transitou para a Pasta das Finanças. Em 1913 aceita o cargo de embaixador em Berlim, onde permaneceu até à entrada de Portugal primeira Grande Guerra Mundial. Indignado com a anarquia reinante no País, revoltou algumas unidades militares de Lisboa em Dezembro de 1917, instaurando a "República Nova".

Sidónio Pais consegue manter-se no poder por um ano, apesar de ter feiro frente a diversas conjunturas conspirativas. Desenvolveu actividade de saneamento político e económico, e restabeleceu as relações com a Santa Sé, o que lhe granjeou grande apoio nos meios católicos. Foi assassinado em Lisboa a 14.12.1918, supõe-se que por instigação da Maçonaria.

[ CITI ]