tit_n_estudos.gif (8524 bytes)

Espaço Cibernético

O próprio conceito de espaço virtual é um paradoxo. Um espaço virtual pode ser definido como um "espaço" que não ocupa espaço, ou que não tem representação física. Esta definição é completamente nova e revolucionária, até para o próprio sistema de representações do indíviduo. É a abstracção pura ou o patamar máximo de uma teoria da representação.

No entanto, ele existe. Podemos vê-lo e melhor que isso, podemos tocá-lo, e alterá-lo a nosso belo-prazer. O espaço cibernético está sempre em evolução e revolução, porque o número de intervenientes a utilizá-lo e transformá-lo é quase ilimitado. Seja para melhorar os tempos de acesso, seja para alterar o seu aspecto, o espaço cibernético é palco de transformações constantes. Isto acontece porque cada indíviduo produz para uma audiência, sendo essa audiência toda a restante população que visita esse espaço. A filosofia self-mediática permite que cada sujeito controle, tanto o fluxo de informação que recebe, como também aquele que emite. É a interconexão destes fluxos de informação que criam o espaço virtual.