VANNEVAR BUSH


Vannevar Bush é, para muitos, o verdadeiro pai do hipertexto. Em 1945 escreveu um artigo intitulado As We May Think, no qual descrevia um dispositivo chamado Memex. O seu objectivo era aumentar a memória humana providenciando os meios para organizar a informação associadamente.

Bush achava que a mente trabalhava por associação, criando uma intrincada rede de vias, interconectando as memórias e os dados nela armanezados. Portanto, sentiu que o melhor desenho para organizar mecanicamente a informação deveria incorporar a associação. Então, o seu desenho conceptual para o Memex assegurava os meios para o utilizador juntar vários pedaços de informação, forjando vias de comunicação entre eles. Todo o item poderia ser ligado por muitas vias. O Memex deveria também permitir ao utilizador tomar nota de cada pedaço de informação, entrar com a sua própria informação e ligá-la a essa rede de vias já existentes.

O Memex nunca foi construído, ainda que Bush o considerasse como um produto da extensão de tecnologias existentes em 1945. No entanto, os conceitos a ele subjacentes inspiraram sucessivos visionários, como Douglas Engelbart e Ted Nelson.