B-LEARNING - UMA EXPERIÊNCIA DE ENSINO-APRENDIZAGEM NO ÂMBITO DE UMA SOLUÇÃO CONCILIADORA

RESUMO

A evolução tecnológica trespassa a realidade social e tudo o que ela envolve. A escola perspectiva estas mudanças numa linha de adaptação, mas também de apropriação das novas ferramentas tecnológicas para que estas possam servir os objectivos educacionais. O ensino à distância encerra uma alternativa à modalidade presencial e apresenta-se hoje como uma possibilidade para o desenvolvimento de competências para quem dispõe de pouca flexibilidade espácio-temporal. E neste enquadramento que surge o ensino on-line. O ensino electrónico permite novas experiências educativas em que o professor assume novos papéis: tutor, gestor de saberes, organizador das condições de aprendizagem (Bertrand, 2001). Contudo, também o aprendente encerra um novo desafio: numa perspectiva construtiva do conhecimento que, segundo Tome (2007:294), "é a que tem gerado mais benefícios e a que melhor contextualiza e tira proveito dos recursos dos sistemas interactivos de comunicação para os processos de ensino-aprendizagem", ele assume um papel activo na sua aprendizagem encontrando nos ambientes interactivos um incentivo ao seu desempenho. A troca de saberes numa dimensão colaborativa permite um enriquecimento mútuo dos aprendentes, construindo o seu conhecimento com base na troca de experiências, ocorridas de forma síncrona ou assíncrona com os outros aprendentes, e criando comunidades virtuais de aprendizagem. O e-learning como modalidade do ensino que funciona exclusivamente numa plataforma electrónica é uma opção que oferece muitas vantagens, mas também algumas desvantagens. Assim, foi nosso objectivo encontrar uma solução conciliadora: propomos a realização de uma experiência de blended-learning com uma turma finalista de nível III de um Curso Técnico-profissional da Casa Pia de Lisboa, tendo sido criada, na plataforma Moodle, uma e-disciplina da componente técnica do referido curso. A metodologia utilizada neste trabalho centrou-se no estudo de caso com a aplicação de dois questionários: um prévio à experiência, outro posterior. A análise dos dados do 1° questionário permitiu concluir que este grupo apresentava características compatíveis com este tipo de experiência, nomeadamente pelo conhecimento informático de que dispunha bem como pelo interesse por questões relacionadas com as Tecnologias de Informação e Comunicação.

Inferimos dos resultados do 2° questionário aplicado que esta experiência de bknded-leaming resultou como positiva para a generalidade dos alunos, não só pelas ferramentas utilizadas como pelos recursos disponibilizados. Partilhamos com Tome (2007:295) a idéia de que "é realmente importante que se criem bons ambientes e contextos de aprendizagem que facilitem experiências emocionais positivas, a fim de se manter a motivação contínua pela aprendizagem". E neste contexto que situamos algumas propostas de aplicação de soluções de b-learning para a Instituição onde a experiência se realizou, focalizando aqui a forte componente profissional dos seus cursos. " A escola dura um momento mas serve para toda a vida." Provérbio Sumério, III milénio a.C.

PALAVRAS-CHAVE: Ensino à distância, e-learning, b-learning, teorias da aprendizagem, estudo de caso.