TRABALHO DE PROJECTO: O MARKETING DE UM PROJECTO EDUCACIONAL DE 2º CICLO EM ANGOLA, VIA E-LEARNING

RESUMO

A implementação de um projecto educacional de 2º ciclo em Angola via e-learning, em gestão para as telecomunicações, foi o desafio que me foi lançado pela administração da UNITEL, maior operadora móvel angolana, materializado no trabalho apresentado.

Como se trata de uma realidade relativamente nova no país, o projecto tem como principais objectivos, chamar a atenção da opinião pública para a iniciativa, levar os potenciais candidatos a inscreverem-se e garantir os bons resultados, quer através da perfeita adequação dos conteúdos ao contexto angolano, quer através da promoção da motivação dos participantes, implementando estratégias de ensino-aprendizagem capazes de criar interactividade entre os aprendentes e entre a comunidade de aprendentes e os e-tutores.

As principais escolas que actuam no sistema educacional, como o construtivismo e o sócio-construtivismo, são a base de todo o desenvolvimento científico, nomeadamente, na adequação do processo de ensino, quer ao ambiente on-line, quer ao contexto sócio-cultural, a nível dos objectivos de aprendizagem, dos conteúdos e das estratégias de avaliação.

A tomada de consciência para a realidade em que vivemos, tridimensional e viral, a nível da informação e das mensagens publicitárias, levou a uma busca por respostas contemporâneas, centradas nas novas correntes de pensamento nas áreas da comunicação, sociologia e filosofia. Recorro, entre outros, ao marketing sensorial, ao marketing viral ou buzz marketing, ao marketing relacional, ao mobile marketing e a novas correntes, ou tendências, como o youtube, o second life ou o transhumanismo, para teorizar sobre novas e inovadoras formas de produzir efeito junto de um público-alvo cada vez mais ligado á rede, cada vez mais exigente.

É, de facto, importante e inteligente sabermos actuar de acordo com as novas regras do mundo actual, onde as TIC dão as cartas e assumem um papel central na capacitação intelectual dos indivíduos, sendo um impulsionador do saber fazer, saber estar, saber relacionar-se e saber saber. Neste contexto, o projecto que proponho é uma ferramenta importante que vai permitir lançar o país, a UNITEL e os técnicos de telecomunicações para níveis de qualidade académica idênticos aos padrões europeus e da OCDE, seguindo as novas políticas traçadas em Bolonha Todos estes aspectos aliados à baixa de custos que um projecto educacional on-line proporciona, num país como Angola, em que as despesas de deslocação e alojamento são consideradas as mais elevadas no mundo, tornam o curso aliciante quando analisado numa perspectiva de viabilidade financeira vs retorno.

De facto, a UNITEL, além de estar a promover a capacitação intelectual dos seus quadros está a investir na formação dos angolanos, posicionando-se como empresa inovadora e com forte responsabilidade social, preocupada em apoiar o desenvolvimento nacional, fomentando a aquisição do conhecimento, que é, de resto, o combustível para o desenvolvimento da sociedade actual, do conhecimento.

São estas as linhas que traçam a metodologia e a matriz da teorização do projecto científico que apresento, que procura, em última instância, levar os decisores da empresa a dar um parecer favorável à implementação do trabalho projecto, o marketing de um projecto educacional de 2º ciclo, via e-learning, em Angola.

PALAVRAS-CHAVE: E-learning, Educação de 2º ciclo, Gestão em Telecomunicações, UNITEL, Angola.